.
BUSCA NO SITE
 
 
Festival Pantanal das Águas
Eleições 2008
FAS
Carnaval 2008
Política
Economia
Cultura
Internacional
Meio Ambiente
Agropecuária
Tecnologia
Esportes
Saúde
Internet
Educação
Policial
Turismo
Geral
Ladário
Brasil
Artigos
COLUNISTAS
Cleber de Oliveira
Manoel Afonso
SERVIÇOS
CONTATOS
(67) 3231 - 0339
PARCEIROS
Campo Grande
Dourados
Aquidauana
Maracajú
Ponta Porã
Naviraí
Jardim
 
MU-KAX
Muonline Topsite
Corumbá(MS), sábado, 25 de outubro de 2014
 
Outubro Rosa
 

Leia Parabólica por Cléber de Oliveira Júnior
28/02/2009 - 10:39
Cléber de Oliveira Júnior

Carnaval e folia

O carnaval de Corumbá mais uma vez, empolgou pela descontração. Em todos os lugares as pessoas se encontraram para conversar e comemorar. Foram dias de extensa programação que só mesmo com bastante fôlego para resistir os oficiais cinco dias de folia. Nos hotéis, nos bares, nas residências, nas ruas, sempre tem gente brincando, bebendo e se divertindo. Este ano, o que empolgou foi a alegria. Poucos e insignificantes incidentes e brigas. O resultado foi um carnaval tranqüilo, com muita diversão e música para todos os gostos.

Tradição

No ultimo dia de carnaval, a passarela do samba transformou-se em palco de uma das manifestações culturais mais tradicionais do Brasil. O desfile dos Cordões Carnavalescos empolgou a multidão que lotou as arquibancadas. O primeiro a entrar na avenida foi um dos mais antigos o Cravo Vermelho com cerca de 100 componentes, com suas cores vermelho, branco e prata, trouxe a nostalgia à avenida. Depois foi a vez do Cinelândia, que se apresentou com 120 foliões, esbanjando charme com o samba “Uma viagem no mundo encantado”, o Flor de Corumbá foi o terceiro a desfilar suas cores dourado e verde. O Paraíso dos Foliões encerrou o desfile com o Carnavalesco Kiro Panovicth defendendo as cores azul, prata e branco. E assim Corumbá vai voltando ao seu melhor tempo e ao carnaval das épocas de ouro.

Encontros

O carnaval corumbaense trouxe algumas oportunidades de encontros e reencontros. Na sexta feira encontramos o amigo Jonilson e a Lilia no movimento da Rua Frei Mariano. No Avalon, dos amigos Diva/Geraldo Albaneze, o Renatão/Maria, Fernando Philbois/Mônica, Emilinho/Marcelle e as amigas Maria Lucia Marinho, Lurdinha Provenzano Esnarriaga e Noemia Gouveia. Brincalhão como sempre, o engenheiro Mingo Sahib, assessor de “colunismo”, com a esposa, acompanhado do presidente do Crea MS, engenheiro Jarí de Carvalho e Castro. Os amigos Luis Maradona/Adriana chegaram de Campo Grande e foram para a avenida, empolgados com o carnaval da capital do Pantanal. No hotel, encontramos também os amigos Bosco Delvizio e Vitor Yasbeck, o ex-procurador do estado Fadel Tajer Yunes. Na avenida, antes do desfile da Vila Mamona, encontrei os amigos Luis Mário Preza Romão, Batista, o JB da Vila, Major Joilson e André Navarro, empolgado com a excelente cobertura da TV Morena, agora posicionada sobre a passarela do samba, em reivindicação e sugestão antiga, para captar imagens especiais dos desfiles. Encontramos ainda com o vice-prefeito Ricardo Eboli e sua esposa Zuleida, visitamos o flutuante Mombaça do amigo Renato Eboli, a Tia Astor e o Tio Clóvis/Tia Lise, fomos abraçar o procurador do município Marcelo Ribeiro Dantas/Tânia e almoçamos com a nossa filha Camyla e seu esposo Diego na casa deles. Ainda bem que temos fôlego de pantaneiro.

Churrasco & carnaval

No Hotel Nacional, onde nos hospedamos, eu a Tatiana e meu filho Cleber Neto, fomos convidados do amigo e deputado Paulo Duarte para um delicioso churrasco, preparado pelo amigo Jair Luna de Lima, o Cebola, que estava com a sua esposa Suzane. Em ambiente descontraído, o deputado Paulo Duarte/Maria Clara, D. Marenice, mãe do Paulo, sempre simpática, os irmãos do deputado, o prefeito de Ladário, José Antonio Faria, o vereador professor Bosco, prefeito de Corumbá Ruiter Cunha de Oliveira, que levou um vídeo com imagens belíssimas de Corumbá, o secretário Enio e os amigos Orlando Costa Marques/Teresa, Mauricio Leite do MS Informa entre outros convidados.

Integração

Como verdadeiro anfitrião o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira com sua esposa Beatriz, receberam convidados com simpatia e gentileza no camarote oficial, depois de desfilarem mostrando que o samba no pé e sorriso no rosto é marca da ótima administração, que por isso realiza a cada ano um carnaval melhor e que vai voltando às origens. Animados com o brilho das escolas e blocos, o secretário de Ações Sociais Lamartine Figueiredo Costa/Carminha, o amigo Panovicth, irreconhecível com uma peruca afro, o deputado estadual Paulo Duarte com a Maria Clara, o amigo e secretário de Relações Institucionais, Carlos Porto, gentil e atencioso como sempre, o secretário de Saúde Cleber Colleone com sua esposa Cristiane e a linda filha Giovana, o secretário Haroldo Cavassa, Senador Delcídio do Amaral, a jornalista Silma Lima, o jornalista Carlos Voges e o subsecretário de Ação e Cidadania Arturo Ardaia, que nos convidou para saborearmos saltenhas especialmente preparadas por ele, mas infelizmente compromissos na capital do estado nos fizeram retornar ainda na terça feira.

Os campeões

O Clube dos Sem é o grande campeão dos blocos e com 70.50 pontos conquistou o bicampeonato do carnaval corumbaense. A escola de samba A Pesada com um desfile fantástico voltou ao grupo especial. A grande campeã foi a Império do Morro, que deixou em segundo lugar a Vila Mamona por uma diferença de apenas 7 décimos. Em terceiro lugar ficou a Unidos da Major Gama e em ultimo, já rebaixada para o grupo B a Acadêmicos do Pantanal. Jurados a parte, reclamações e frustrações, faltaram organização e “cancha” às perdedoras. Fica a lição, de que carnaval não se ganha na avenida, mas no planejamento, na antecipação e na captação de recursos para garantir que a criatividade possa se sobressair às dificuldades.

Competência

O carnaval corumbaense sempre foi uma festa de cores e tradições, que infelizmente em anos anteriores, foi relegada a um plano inferior, com a descaracterização da história. No entanto, esse deslize aos poucos vai ficando para trás. Com a administração do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira e sua competente equipe, o carnaval corumbaense está voltando às origens, trazendo de volta a alegria. Gente que gosta do carnaval, que faz as coisas com amor e pensando no público está atuando firmemente para resgatar a memória carnavalesca da capital do Pantanal. O som que nos anos anteriores apresentou problemas, este ano foi impecável e o amigo Zezinho Martinez, vem fazendo também um grande trabalho à frente da Liesco. Precisa do apoio das escolas de samba para poder planejar e fortalecer as agremiações o ano inteiro. Se houver planejamento, antecipação das propostas e organização, certamente haverá tempo de sobra até dezembro, para que seja gravado um CD com os sambas enredos, assim o público poderá com antecedência aprender as letras dos sambas e cantar na avenida, além de se preparar melhor para o grande espetáculo.

Projeto cidadão

O deputado estadual Paulo Duarte apresentou mais um projeto, aprovado em primeira votação na Assembléia Legislativa, no sentido de ampliar a cidadania e resguardar a integridade dos cidadãos e cidadãs. Que praticam atividades físicas em academias e clubes esportivos. O projeto estabelece normas sobre o funcionamento de pessoas físicas e jurídicas e obriga que os estabelecimentos tenham um profissional capacitado inscrito no Conselho Regional de Educação Física. O objetivo principal do projeto, segundo Duarte, é defender o direito do consumidor, garantindo a segurança de milhares de pessoas adeptas de práticas esportivas em academias, clubes, escolas, entre outros. "O consumidor precisa ter assegurado que o acompanhamento físico será feito por um profissional competente, a quem será atribuída toda a responsabilidade pelo trabalho realizado, conforme disposições do Código de Proteção e Defesa do Consumidor", diz a justificativa do projeto.

Mudança de rota

Depois de tudo pronto para passar o carnaval em Corumbá, o ex-governador Zeca do PT e a ex-primeira-dama Gilda voaram para Brasília. O convite de ultima hora do presidente Lula, não pode ser recusado e a programação na cidade branca vai ficar para o próximo carnaval. Na capital Federal, Zeca e Gilda saborearam entre pacus e vitelos pantaneiros, levados especialmente para a ocasião, a hospitalidade do Presidente Lula e de D. Marisa na Granja do Torto. De lá, seguiram para o Rio onde assistiram ao desfile das escolas de samba na Marquês de Sapucaí. A inesperada viagem de Zeca frustrou expectativas dos corumbaenses, que queriam ver por lá o ex-governador, sempre bem vindo à capital do Pantanal.

Drogas matam

Outra preocupação do deputado Paulo Duarte, é o aumento do consumo de drogas entre a juventude, notadamente a corumbaense. É notório o consumo indiscriminado independentemente de lugar. Os jovens não escolhem mais um local discreto para se drogarem, vez que as praças, as escolas, ruas e locais onde se realizam festas, servem para que as “tribos” se reúnam para consumir com naturalidade, sem conhecer os perigos do vício. Recentemente fomos informados que a Praça da Esplanada serve para essa finalidade, e sem o menor constrangimento jovens disfarçados de skaitistas, fumam maconha à vista dos cidadãos e cidadãs que tem o local como área de prática esportiva e caminhada. Diante da gravidade da situação, é necessário um movimento contra os vícios das drogas e o deputado Paulo Duarte estará chamando para si, mais essa responsabilidade, e sem dúvida, será apoiado pela sociedade.

Sem acordo

Os petistas não querem nem ouvir falar em acordo, mas os peemedebistas preocupados com o futuro, ainda alimentam a esperança de estarem aliados ao PT nas eleições de 2010. A cada dia aumentam as chances de acordo entre as lideranças petistas, o que sinaliza para uma candidatura própria do partido em Mato Grosso do Sul. Nesse cenário, o PMDB, que vem sendo bombardeado até pelas suas expressivas lideranças, como o Senador Jarbas Vasconcelos, começa a perder terreno no seio da sociedade, que não aguenta mais o modelo político de barganha e corrupção implantado pelo partido. Esse fator poderá ser um forte motivo para que as próximas eleições aconteçam em clima de guerra e acusações de parte a parte, mas o que realmente interessa para a população, é que o País ganhe com essa guerra, um modelo ético de gestão, que traga responsabilidade, grandeza de caráter e de propósitos de nossos representantes, principalmente em Brasília.

Pede por Corumbá

Empenhado nas relações entre Mato Grosso do Sul e o Paraguai, para onde quer mandar o ex-governador Zeca do PT, o governador André Puccinelli solicitou no ultimo dia 18 em reunião com a diretoria da TAM, um vôo direto entre Campo Grande/Assunção/Campo Grande, atendendo ao pedido do presidente do Paraguai, Fernando Lugo, durante encontro que tiveram no dia 17 no país vizinho. “Mato Grosso do Sul tem a maior colônia paraguaia do País e um fluxo muito grande de turistas”, falou André, lembrando da curta distância entre as cidades, de apenas 780 quilômetros, além de citar os potenciais turísticos de Mato Grosso do Sul. O governador bem poderia ter aproveitado a ocasião para solicitar à diretoria da TAM, que retome os vôos para Corumbá, afinal a distância entre a capital do Pantanal e Campo Grande, é bem menor, apenas 460 km, ou também poderia ter solicitado que a TAM desista da concessão, deixando de mandar para o espaço pantaneiro esses aviões da TRIP.

Interinamente

Atendendo convite do presidente da Câmara Municipal de Corumbá, e com o aval dos membros da nova Mesa Diretora, o amigo e jornalista Adolfo Rondon responde interinamente pelo setor de divulgação do legislativo municipal corumbaense. Rondon vai exercer a função enquanto até que seja realizado concurso para preenchimento do cargo. Ao amigo, sucesso em sua missão.

Cidadania infantil

A cidadania infantil é uma questão de soberania. O combate aos pedófilos e facínoras que matam e estupram crianças devem ser perseguidos sem descanso para que paguem por seus crimes. O Brasil deveria começar a pensar em pena mais dura para esses crimes, inclusive a pena de morte. A sociedade não deve fechar os olhos aos maus tratos e à violência contra as crianças. O combate firme contra a violência infantil deve ser obrigação de todos, para que as crianças tenham presente e futuro digno.

Pensamento: “A dor da saudade não pode ser medida, não pode ser compreendida, apenas sentida”.

Denuncie os abusos e toda e qualquer violência contra as crianças. SOS Criança. Ligue 0800-647 1323 ou Disque 100, que é nacional. Proteja o futuro do Brasil. Pelo amor, pela ética, pelo respeito e pela dignidade da pessoa humana.

 
       
 
Corumba On Line - O Site da Notícia
 
 
 
 
 
 
Muonline Topsite
 
© 2007 Corumbá On Line. Todos os direitos reservados