Câmara de Corumbá
Transparência
Legislativo
Resultados

Vereador sugere mutirão da limpeza na cidade, iniciando pelo Aeroporto

O estabelecimento de uma força tarefa envolvendo homens e máquinas do Poder Executivo e também das Forças Armadas, está sendo sugerida pelo vereador Baianinho (PSDB), visando a realização de um grande mutirão na cidade, começando pelo Bairro Aeroporto, para eliminar sérios problemas que estão afetando a população, e que tendem a aumentar agora com o início do período de chuvas.

O pedido do vereador foi feito durante sessão ordinária da Câmara de Corumbá e a ideia apresentada por Baianinho foi de que a Prefeitura estabeleça uma parceria com a Marinha do Brasil e o Exército Brasileiro, para desenvolver uma ação de limpeza geral da cidade, com roçada, remoção de lixo, entulho e matagal, além de serviços necessários para acabar com os pontos de alagamentos, que estão causando problemas no Aeroporto e em outros bairros da cidade.

Baianinho explicou que, no caso específico do Aeroporto, é preciso desenvolver um trabalho urgente para limpeza dos lixos acumulados, roçada do matagal, limpeza das bocas de lobo, melhoria  no sistema de iluminação pública e ainda pavimentação com lajotadas das ruas que ainda não contam com este benefício e que, com as chuvas, se transformam em lamaçal, dificultando tráfego de veículos e de pessoas.

“Além do Aeroporto, que a população está pedindo este mutirão para resolver os problemas, esse trabalho precisa ser feito em toda a cidade. É preciso manter a cidade limpa, eliminando os focos de doenças e evitando que a população sofra com problemas ocasionados pelas chuvas”, disse, citando que, como a cidade é turística, deve estar preparada para receber os turistas “que devem vir a Corumbá passar as festas de fim de ano”.

Nessa mesma linha, o vereador está também solicitando da Prefeitura, a limpeza da praça existente no conjunto localizado no Bairro Guató, na Rua Luiz Feitosa Rodrigues, próximo ao UPA. “O local está muito sujo, com mato alto, causando perigo a população”, disse.

Baianinho explica ainda que a praça está também bastante perigosa, devido à precariedade em que se encontra, se tornando um ponto de encontro de usuários de drogas, além da constante presença de animais peçonhentos e transmissores de doenças.

Autor:
Assessoria de Comunicação