Assistência médica em casa e apoio familiar geram bem-estar à idosa

Dona Maria Candelária Garcia é uma das mais antigas pacientes do Programa Melhor em Casa, oferecido pela Prefeitura de Corumbá. Ela nunca conversou com a equipe do programa, mas é assistida pelo serviço desde março de 2015. Acamada e alimentada por sonda, a paciente de 93 anos é muito querida pelas filhas que cuidam bem de sua saúde e do seu bem-estar. Com sequelas de AVC, com vários problemas de diabetes e hipertensão, dona Maria já não interage com as pessoas ao redor, mas conta sempre com a família e a equipe da Prefeitura que lhe proporcionam maior expectativa de vida.

 

“Tem algumas pessoas que pensam que um paciente assim já deveria se despedir, mas nós pensamos totalmente diferente. Nas nossas conversas com familiares de pacientes que não interagem muito com a vida e são totalmente dependentes, a gente vê que os filhos querem ver o familiar, querem sentir o calor da mão da mãe, ter essa sensação. Essa casa é especial para nós em vários sentidos, tanto pelo acolhimento da equipe quanto pelo atendimento deles com o familiar doente, é impressionante. Eu gostaria que em todas as casas que eu entrasse o paciente fosse atendido como as filhas de dona Candelária atendem a mãe. Elas fazem rodízio de turno, é fantástico isso aqui”, relatou Dr. Riad Ali Hamie, médico do programa.

 

Em três anos do Melhor em Casa atendendo a paciente, ela precisou ir à UPA apenas uma vez para fazer radiografia. Das vezes que tirou a sonda e era final de semana, também teve que ir buscar ajuda médica fora de casa. Mas, hoje, quando isso ocorre, a equipe do Melhor em Casa chega à residência para ajudar no procedimento.

 

“Em três anos, ela não fez nenhuma ferida, isso é sinal de que nossas orientações estão sendo bem observadas. Muitas vezes, o paciente quando é acamado e os cuidadores não observam as recomendações, acaba ficando com feridas. É muito importante que os cuidadores conheçam essas coisas que se podem prevenir. Com medidas simples, sem custos elevados, podemos evitar. Não causar danos ao paciente é um dos primeiros protocolos do tratamento em casa”, afirmou Dr. Riad.

 

A coordenadora do programa, enfermeira Silvana Vilalba de Castro Matos, ressaltou também que esses cuidados em casa trazem múltiplos benefícios aos pacientes. “Eles se sentem melhor e a recuperação envolve toda a família. Este apoio do Programa Melhor em Casa se traduz em um conjunto de cuidados por todos os profissionais, considerando a individualidade de cada um, além de manter, promover ou recuperar a saúde, aumentando a independência desse paciente ou minimizando os efeitos da doença”, afirmou Silvana.

 

A nutricionista da equipe, Marcela Barros Por Deus, lembrou que no início do tratamento da dona Maria Candelária, a paciente apresentava disfunções digestivas que foram corrigidas com dieta específica. “Entramos com uma dieta apropriada industrializada e corrigimos as insuficiências nutricionais e o resultado positivo foi mensurado em um mês de investigação. A paciente está bem nutrida, em dietoterapia para manutenção nutricional”, disse Marcela.

 

Celestina Garcia, uma das filhas da dona Maria Candelária, afirmou que gosta muito de receber a equipe multidisciplinar do Melhor em Casa. “Foi a melhor coisa que aconteceu. Quando a gente precisava, tínhamos que ir à UPA. Somos cinco irmãs, mas três moram aqui. Na nossa rotina nossa mãe sempre está presente. Um dia uma das filhas dorme mais cedo, no outro é a vez da outra filha, minha sobrinha também vem, fica até de manhã. Faz mais de três anos que cuidamos da nossa mãe. Se não existisse essa equipe do Melhor em Casa seria muito complicado porque para transportar nossa mãe para buscar ajuda médica fora é muito difícil”, afirmou Celestina.

 

A Prefeitura de Corumbá aderiu ao Programa Melhor em Casa há quatro anos e desde então a equipe tem prestado serviço contínuo a vários pacientes. Atualmente são atendidos 21, mas já passaram pelo programa pessoas de diferentes idades com problemas diversos e que já receberam alta. O objetivo é proporcionar aos pacientes cuidado em saúde mais próximo da rotina da família, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo riscos de infecções. O programa é idealizado pelo Ministério da Saúde e oferecido aos municípios.

 

O serviço é indicado para pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou definitivas de sair do espaço da casa para chegar até uma unidade de saúde. É também recomendado para pacientes em situações nas quais a Atenção Domiciliar é a mais indicada para o seu tratamento.

25°C

Corumbá

Clear

Humidity 51%

Wind 11.27 km/h

  • 18 Jul 201832°C20°C
  • 19 Jul 201833°C21°C