Com mais de 200 atividades, Festival destaca integração sul-americana

Com mais de 200 atividades e participação de 10 países, a 14ª edição do Festival América do Sul Pantanal (FASP 2018) foi aberto oficialmente na noite da quinta-feira, 25 de maio, pela vice-governadora de Mato Grosso do Sul, Rose Modesto, e pelo prefeito Marcelo Iunes. A solenidade aconteceu na praça Generoso Ponce, na avenida General Rondon.

 

A vice-governadora destacou o potencial econômico do evento. “O Festival ajuda a fortalecer a economia. O investimento que o Governo do Estado e a Prefeitura fizeram aqui vai ter retorno sete vezes maior. O Festival cria oportunidades” disse Rose Modesto, que representou o governador Reinaldo Azambuja durante a cerimônia. Ela disse ainda que o evento dá a oportunidade de estreitar laços com países vizinhos e contribui para a geração de renda por meio do turismo.

 

O caráter de integração entre os povos foi destacado pelo ministro da Cultura do Paraguai, Fernando Griffith.“É muito honroso e emocionante escutar o hino do Paraguai aqui, um milagre da cultura, de nos encontrar. É extraordinário sentir esse calor humano”, destacou ao apontar a confraternização e troca de experiência cultural entre os países como um grande marco do FASP.

 

Para o secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, o Festival deste ano promove a “democracia, o diálogo e a participação cidadã” tendo como base três valores fundamentais. “Aqui consolidaremos uma nova era, a era cidadã. Temos como base a cidadania cultural. Estamos cultuando três valores fundamentais: o respeito às pessoas, às diferenças e pensamentos; a democracia, com o Estado dialogando com todos os segmentos; e a paz, que deve ser construída coletivamente. Esse é o sentido do nosso festival, uma reflexão por meio da cultura”, disse.

 

Athayde ainda destacou a participação decisiva do prefeito Marcelo Iunes para a execução daquela que já pode ser considerada a maior edição do Festival América do Sul Pantanal.  “O prefeito Marcelo pegou com muito amor, carinho e devoção este Festival, não deixou a peteca cair, colocou toda sua equipe para trabalhar pela execução deste evento” ressaltou.

 

Para o chefe do Executivo corumbaense, a realização do FASP 2018 marcou um momento especial para o município. “É um dia muito especial para Corumbá. Ano passado não tivemos esse grande evento, em razão da crise econômica. Temos aqui uma grande festa, com 10 países da América do Sul apresentando suas culturas e tradições aqui em Corumbá”, ressaltou.

 

Iunes fez questão de agradecer o apoio do governador Reinaldo Azambuja para a realização do Festival e também a atenção do Executivo Estadual com o munícipio. “Agradecemos de coração o nosso governador, Reinaldo Azambuja, que nunca medir esforços para fazer o melhor para Corumbá. Não é só na cultura, a parceria e alinhamento político do governador com Corumbá é na infraestrutura, na saúde em que está investindo 11 milhões de reais para reformar e ampliar o nosso hospital, construir mais 30 leitos, um pronto-socorro moderno. isso é parceria”, finalizou Marcelo Iunes. A solenidade de abertura também contou com presenças dos secretários municipais e dos vereadores de Corumbá.

 

A 14ª edição do Festival América do Sul Pantanal (FASP) prevê 17 horas diárias de programação gratuita e cerca de 200 atividades culturais desenvolvidas por artistas e personalidades de dez países da América do Sul. Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, além do Brasil, estarão representados nesta grande festa de intercâmbio sul-americano. O megafestival será realizado até 27 de maio, em Corumbá, na vizinha Ladário, em Mato Grosso do Sul, Brasil, e nas cidades bolivianas de Puerto Quijarro e Puerto Suárez. O evento é produzido pelo Governo de Mato Grosso do Sul e a Prefeitura de Corumbá.

Programação musical

 

Shows marcantes com grandes nomes da música brasileira na praça Generoso Ponce, em Corumbá.

 

25 de maio (sexta-feira): Criolo (SP), com o show “Ainda há tempo”; e Bro MCs (MS), grupo de indígenas Guarani Kaiowá das tribos Jaguapirú e Bororó com rap em guarani;

 

26 de maio (sábado): Daniela Mercury (BA), com o espetáculo “Banzeiro”; e grupo Puerto Candelária (Venezuela), que apresentará uma cumbia superdançante;

 

27 de maio (domingo): Roberta Miranda (PB), com o concerto “Os tempos mudaram”; e a dupla Tostão e Guarany com o violeiro Aurélio Miranda, no show “Memórias”, para mostrar a tradicional música de raiz do Mato Grosso do Sul. Com informações da Assessoria de Imprensa do FASP 2018.

Autor:
Assessoria de Comunicação Institucional

24°C

Corumbá

Mostly Cloudy

Humidity 89%

Wind 6.44 km/h

  • 05 Oct 201831°C22°C
  • 06 Oct 201832°C22°C