Festival América do Sul Pantanal celebra a latinidade na histórica Corumbá

A abertura da maior edição do Festival América do Sul Pantanal (Fasp), com mais de 200 eventos e participação de dez países aconteceu na noite dessa quinta-feira (24.5) na praça Generoso Ponce, em Corumbá. Representando o governador Reinaldo Azambuja, a vice-governadora Rose Modesto destacou a integração internacional do evento, que reúne artistas de toda a América do Sul.

“A principal característica desse festival e que o torna o maior do Brasil é essa integração entre dez países, permitindo não somente apresentações, mas a reflexão em torno de questões importantes para a construção de uma sociedade cada vez melhor”, afirmou.

De acordo com ela, os investimentos feitos pelo Governo do Estado em parceria com as prefeituras de Corumbá e Ladário tiveram o intuito de proporcionar o acesso da população a atrações culturais, além da oportunidade de estreitar laços com países vizinhos, e de contribuir para a geração de renda por meio do turismo.

O intuito do Fasp é de proporcionar o acesso da população a atrações culturais, além da oportunidade de estreitar laços com países vizinhos.

O ministro da Cultura do Paraguai, Fernando Griffith, agradeceu ao Governo do Estado pela oportunidade de confraternização e troca de experiência cultural entre os dois países. “É muito honroso e emocionante escutar o hino do Paraguai aqui, um milagre da cultura, de nos encontrar. É extraordinário sentir esse calor humano”, destacou.

Prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes, também agradeceu pela ação desse Governo que segundo ele não tem medido esforços pra fazer investimentos em Corumbá e região. “Está investindo na ampliação do hospital realizando o sonho de um pronto socorro novo. E além da infraestrutura e saúde, na área da cultura. Isso é parceria em prol de vocês, portanto, espero que todos um bom festival”, desejou.

O prefeito de Ladário, Carlos Ruso, defendeu que os países da América do Sul estejam sempre integrados. “Que possamos fazer sempre essa união e miscigenação de culturas que vemos aqui hoje”, pontuou.

14ª edição Fasp

O novo formato do festival, que chega a sua 14ª edição, foi pensado na formação de uma cidadania cultural impregnada de valores e respeito às diferenças e pensamentos, superando barreiras de conflitos e geográficas e fortalecendo a irmandade latino-americana, definição esta realçada pelo secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery. “Queremos que este festival se propague por todos os países promovendo a democracia e o diálogo”, disse.

Neste ano, o tema do Fasp é Cultura e Cidadania Sem Fronteiras e os eixos são a defesa da democracia, respeito e paz. “Queremos construir pontes humanas a favor da paz, superando as barreiras geográficas”, declarou.

Ele destacou a importância da participação cidadã no festival para construção coletiva de um mundo melhor. “Estamos cultuando três valores fundamentais: o respeito às pessoas, às diferenças e pensamentos; a democracia, com o Estado dialogando com todos os segmentos; e a paz, que deve ser construída coletivamente. Esse é o sentido do nosso festival, uma reflexão por meio da cultura”, finalizou.

Ao percorrer a praça e os pavilhões dos países instalados na avenida General Rondon, Centro da cidade, o ministro paraguaio Fernando Griffith se surpreendeu com os costumes da região, que se confundem com as manifestações de todo o continente. Ele chamou de “milagre cultural” ao observar as pessoas se alimentando de iguarias como a saltenha, de origem argentina, e o tererê, bebida típica do seu país que se agregou à cultura sul-mato-grossense.

“Este festival é algo grandioso e deve ser cada vez mais difundido em todos os países do nosso continente”, comentou o ministro, que se misturou às pessoas na praça para assistir aos shows de Martinho da Vila e do harpista Fábio Kaida. “O governo de Mato Grosso do Sul está de parabéns por pensar em um encontro latino-americano como este, onde rompemos nossas diferenças e superamos conflitos do passado em uma grande irmandade”, disse Griffith.

Na noite de ontem, a abertura foi precedida do tradicional Cortejo de Andores do Banho de São João. Foram cantados os hinos nacionais dos países vizinhos ao Brasil. No palco Interação, foram apresentadas atrações regionais e feita homenagem ao ex-prefeito Ruiter Cunha [in memorian], entregues à ex-primeira-dama Beatriz Cavassa. Após a solenidade, a população conferiu o show do cantor Martinho da Vila.

Autor:
Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

24°C

Corumbá

Mostly Cloudy

Humidity 89%

Wind 6.44 km/h

  • 05 Oct 201831°C22°C
  • 06 Oct 201832°C22°C