Analisando…

Repercussão

Pesquisas do IBOPE e do DATAFOLHA a serem publicadas nesta sexta feira (14/09) devem dar a real dimensão do quanto o atentado contra a vida do candidato Jair Bolsonaro vai interferir na escolha dos eleitores. As primeiras sondagens no calor da emoção mostraram pouca evolução no quadro, porém, esta nova rodada após uma semana dos fatos ocorridos devem trazer uma foto mais real do cenário politico nacional.

Ciro Gomes

O candidato é o que mais cresce proporcionalmente nas pesquisas e já desponta como um dos possíveis candidatos a atravessar ao segundo turno. Até tem se demostrado o candidato que melhor expõe suas idéias e mais preparado para os enormes desafios que o cargo exige.

Fernando Haddad

Agora oficialmente candidato do PT ao palácio do planalto, Haddad poderá colocar a sua personalidade a frente da campanha, mas sem se esquecer de ligar sua face a Lula a todo momento. Os primeiros dias são de expectativa com relação à transferência de votos do líder petista ao seu pupilo.

Marina e Alckmin

Parece que ao final do primeiro turno os dois candidatos vão morrer abraçados sem conseguir levantar voos mais altos. O que se percebe é que as duas candidaturas não empolgaram o eleitor e que, portanto, os partidos devem passar por um processo de reformulação, principalmente o PSDB, que não estará nem no segundo turno das eleições presidenciais e caminham para perder os dois maiores estados que governa: São Paulo e Paraná.

Azambuja

Nesta semana o estado balançou literalmente com a operação que atingiu o coração do grupo politico do Governador Azambuja. As investigações prosseguem e por enquanto não há culpados, entretanto, o prejuízo politico para a reeleição do governador parece ser imenso. Os próximos dias vão demostrar se a sua aparente vitória no primeiro turno esta ameaçada pelos escândalos que a operação trouxe a tona.

 

Impedido

Em julgamento ocorrido nesta quarta feira (13) no TER/MS, foi impugnando o registro de candidatura a deputado federal do ex-prefeito Éder Brambilla. Com a decisão, o político que foi alcançado pela lei da ficha limpa, esta impedido de participar do processo eleitoral e sem nome nem vai aparecer na urna eletrônica. Para quem estava fazendo uma campanha de muita andança e aparecia bem nas pesquisas, é um balde de agua fria nos sonhos do ex-prefeito.

 

O bom de voto

O candidato “bom de voto” continua andando pelos quatro cantos da cidade, vendendo seus sonhos a população. Entretanto, sofreu um duro golpe esta semana. Seu maior cabo eleitoral e puxador de votos ficou inelegível e não poderá fazer a dobradinha que vinha sendo feita. Vamos observar como o eleitor vai enxergar o candidato bom de voto agora sem seu novo velho padrinho!

Autor:
Da Redação

24°C

Corumbá

Mostly Cloudy

Humidity 89%

Wind 6.44 km/h

  • 05 Oct 201831°C22°C
  • 06 Oct 201832°C22°C