Na Boca do Túnel

Que jogão! River Plate vence Boca Juniors por 3 a 1 e fatura a Libertadores pela quarta vez

Partida foi disputada no Santiago Bernabéu, na Espanha

A Copa Libertadores 2018 finalmente conheceu o seu vencedor. O River Plate conquistou o troféu mais desejado da América contra o todo poderoso Boca Juniors, vencendo por 3 a 1, na prorrogação. A partida ficará marcada por ter sido disputada na Espanha, em pleno Santiago Bernabéu, longe do torcedor argentino, que foi o principal culpado por não estar vendo seu time levantar a taça mais cobiçada da América pela quarta vez em sua história.

O primeiro tempo começou agitado e muito pegado. Os jogadores pareciam estar com os ânimos exaltados após os diversos episódios de violência que ocorreram na Argentina. Com o estádio dividido pelas torcidas, o River saiu atrás do placar com um belo gol de Benedetto.

Aos 45 minutos do primeiro tempo, em um contra-ataque mortal, após uma chance do River, Nández deu um excelente passe em profundidade para o camisa 18, que limpou o carrinho de Maidana e tocou na saída de Armani. Benedetto mostrou que realmente teve estrela nessa Libertadores.

O River Plate não desistiu e voltou para o segundo tempo buscando o empate. Aos 22 minutos, Nacho Fernández tabelou com Palacios e rolou para Lucas Pratto que empurrou para o fundo da rede marcando um belo gol no Santiago Bernabéu. A partida ficou amarrada e sem muitas oportunidades para as equipes culminando na prorrogação.

Logo com 1 minuto de prorrogação o lance que decidiu a partida. Barrios, volante do Boca, foi expulso ao levar o segundo cartão amarelo em uma falta desnecessária no meio de campo e virou o grande vilão na grande final. O Boca começou a gastar o tempo para tentar segurar o jogo tentando levar a partida para os pênaltis mas não adiantou.

No segundo tempo da prorrogação, aos 3 minutos em uma jogada trabalhada, a bola foi rolada para Quintero, ele dominou e ajeitou o corpo para bater firme, no ângulo. Com o resultado o Boca foi para cima de qualquer maneira. No último lance do jogo, com todos os jogadores na área, inclusive o goleiro Andrada, o River encaixou um contra-ataque mortal para matar o jogo. Quintero ganhou na intermediária e deu passe profundo no espaço vazio para o camisa 10, que disparou sozinho e só empurrou para as redes.

Quem pensa que terminou essa disputa, pode ter uma surpresa, pois o Boca entende que eles são os reais campeões da competição, assistindo a partida, no final foi comentado que haverá alguma jogada do tipo “carta na manga”, o que é lamentável, pois a segunda partida deu muito o que falar, dado a hostilidade no primeiro entre as torcidas, o maior clássico das Américas foi disputada fora do domínio das duas equipes. Foram exatamente os espanhóis que colonizaram a Argentina e, contra eles, que o herói José San Martín lutou até libertar o país no século XIX. Nem a Conmebol, nem River e nem Boca deram bola ao simbolismo de San Martín ser um dos chamados “Libertadores da América”. Os argentinos preferiram ficar com “la plata” oferecida pelos antigos colonizadores.

 

O Monopólio da Arbitragem em Corumbá

As manobras são as mesmas, alguns “Preferidos” outros “Preteridos” e a fila anda, sem organização nenhuma, vive de dias de decadência, pois não há nenhuma representatividade política para pleitear que Corumbá tenha algum Árbitro para atuar no Campeonato Estadual de 2019, tomei conhecimento de que existe uns dois com reais condições, mas as sacanagens, nunca terminam, sempre o Monopólio fala mais alto, Creio que o atual presidente do Sindicato em Campo Grande desconhece dessa situação, pois sempre  querem fazer conchavos e por isso estão amargando a aglutinação de “Rebotalhos”.

Do jeito que a barca esta sendo conduzida por um irresponsável que olha só para o próprio umbigo, ou seja ainda tem esperança em arbitrar no Estadual, ao invés de potencializar quem pode através de qualidade, estar incluídos no elenco do Sindicato.

O maior problema de alguns, tornando-se um verdadeiro pesadelo é o relatório disciplinar da partida, lógico que precisa ter uma boa redação, que na interpretação dos fatos, transcreve com lucidez tudo o que ocorreu, se houver a infração, ao invés do autor ser penalizado, acaba por ser absolvido, tamanha é a falta de observação de alguns, ai, precisa que uma segunda pessoa faça o relatório, ou mesmo recorrem a um melindroso que sempre quer ferrar com o atleta ou dirigente e costuma “carregar” com inverdades, até porque, não se faz um relatório se não estiver presente no local, através de subsídios, criar uma história fantasiosa é coisa que não deveria acontecer, mas é fato comum, tudo por conta da falta de orientação ou treinamento. Imagine que perderam espaço para os árbitros Bolivianos no Campeonato Amador , nenhum demérito para esses árbitros que cruzam a fronteira para ganhar o seu dinheiro de forma honesta, se cometem erros, os daqui costumam marcar atletas e dirigentes e a Delegacia pode se preparar para perder mais espaço, questão de formatar a criação de uma Associação de árbitros em Ladário, situação que vem fortalecendo e caso se confirme, o monopólio tem os seus dias contados, a proposta esta firme, surgiu exatamente da necessidade para suprimir com qualidade árbitros formados mesmo e não meia boca, lembrando que os veteranos estão dependurando o apito, essa Delegacia vai implodir exatamente pela falta de objetividade e responsabilidade, em que o nariz empinado não vai levar a lugar nenhum, que fiquem espertos, pois vai ter problemas para 2019.

Leonardo cita Kaká na chegada de Paquetá ao Milan e descarta contratação de Ibrahimovic

“Hoje o momento é diferente, mas isso não tira de Paquetá a chance de mostrar seu talento”, diz Leonardo, após comparar chegada dos dois meio-campistas brasileiros.

Recém-chegado a Milão, Lucas Paquetá teve seu primeiro contato com o novo clube em visita ao San Siro neste domingo. O brasileiro compareceu ao San Siro para assistir ao empate entre o Milan e o Torino em 0 a 0, neste domingo, pela 15ª rodada do Campeonato Italiano, e foi elogiado pelo diretor esportivo da equipe rossonera, o brasileiro Leonardo, que o comparou a Kaká.

– Quando Kaká chegou ao Milan, o Milan venceu a Liga dos Campeões. Hoje o momento é diferente, mas isso não tira de Paquetá a chance de mostrar seu talento. Ele pode desempenhar papéis diferentes na equipe, mas precisa de vontade e de um contexto. Teremos que ser bons em colocá-lo na posição em que vai encaixar melhor – disse o dirigente após o jogo do Milan.

Com gol de Di María, Pato vence Atlântico na prorrogação e é Campeão da LNF pela 1ª vez

Depois de ver o time gaúcho vencer no tempo normal por 4 a 2, time paranaense faz 2 a 1 no tempo extra e leva o futsal do Paraná ao topo pela primeira vez. Rival segue sem vencer a LNF

Fundado em 2010, o Pato Futsal, da Pato Branco (PR), é o mais novo integrante do hall de campeões da Liga Nacional de Futsal. Neste domingo, a equipe do técnico Sérgio Lacerda conquistou o título em uma final dramática diante do Atlântico Erechim, em Erechim (RS). Vitorioso no jogo de ida, o Pato precisava de um empate nos 40 minutos para ser campeão. Só que o Atlântico triunfou por 4 a 2, forçando a prorrogação. Precisando vencer no tempo extra para faturar o título, a equipe do Paraná triunfou por 2 a 1, gols de Ernandes e Di Maíra, herói da conquista. Foi o primeiro troféu de Liga Nacional de um clube paranaense. O Atlântico, campeão mundial em 2015, segue sem saber o que é ser campeão da LNF.

Corumbaense Futebol Clube…

Na próxima semana estaremos observando o “Planejamento” do Corumbaense Futebol Clube que teve uma baixa considerável, após 14 anos de bons serviços prestados ao Clube, o Fisioterapeuta, Dr. Marcelo Araújo, deixou o Clube.

Dr. Marcelo que iniciou em 2005, deixa um legado e uma estrutura melhor de quando ele iniciou, pois as dificuldades eram bem maiores, mas ele na sua humildade procurou servir o clube com amor e passou a recuperar atletas com tempo recorde, isso é bem importante na carreira desse profissional que construiu a sua história com muito sacrifício, dando uma demonstração de uma pessoa que buscou o seu espaço, tornando-se uma referencia em fisioterapia, lamento essa saída, o que deve ter acontecido? não sei, mas a atual diretoria precisa focar as suas decisões para não perder mais profissionais comprometidos com trabalho que geram resultados, tem um monte de pessoas que não agregam valores, isso já estou observando de pronto, não estou colocando a carroça na frente do burro, mas é mais ou menos por ai que o comando do clube esta fazendo, por exemplo ressaltar a importância do Ex-Presidente Jorge Freitas que foi o percussor de toda essa história que passou a ser reescrita a partir de 2004, quando da partida comemorativa de 20 anos da conquista do titulo de 1984, dai para frente, Jorge Freitas assumiu e fez diferente, no segundo ano, foi campeão da Serie B, com apenas 6 atletas de fora, os demais todos prata da casa, coisa que não vem acontecendo na atual conjuntura, o técnico trás alguns atletas ganhando bem, para apresentar um futebol ruim, um problema para ser dirimido pela atual diretoria, pois com a estrutura que tem hoje, o clube tem que ter uma equipe competitiva, caso contrário, o torcedor não vai prestigiar, isso já esta rolando a boca pequena.

Reginaldo Coutinho – Delegado sindical dos radialistas de Corumbá, cronista esportivo, locutor apresentador do programa Transnotícias na rádio Transamérica

 

Autor:
Da Redação

24°C

Corumbá

Mostly Cloudy

Humidity 89%

Wind 6.44 km/h

  • 05 Oct 201831°C22°C
  • 06 Oct 201832°C22°C