Estação Primeira do Pantanal colorirá a passarela do samba ao mostrar a vida do artista plástico Ricardo Vilalva

Com a responsabilidade de levar para a avenida um carnaval que cumpram os requisitos exigidos pela Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá), a Estação Primeira do Pantanal vislumbra apresentar um desfile estruturado e idealizado pelos olhos do artista plástico, Ricardo Vilalva que será o homenageado da agremiação, neste ano.

A agremiação que será responsável por abrir a noite de apresentações, no domingo, 03 de março terá como enredo, ‘Ricardo Vilalva pintando a história que ele próprio criou’, e promete levar a beleza da mistura das cores para passarela.

“A minha vida é baseada nas cores, sou artista plástico, carnavalesco e não poderia ser diferente. A escola entrará deslumbrante na avenida, o que nos interessa não é somente o título, e sim apresentar um carnaval bonito, compacto e com simbolismos, mas se ganharmos a primeira colocação é claro, que ficaremos muito felizes e satisfeitos”, comentou o carnavalesco Ricardo Vilalva.

A frente da Estação Primeira do Pantanal pela primeira vez, Ricardo se preocupa em participar de todo o trabalho de confecção de todos os setores da escola, “faremos um desfile técnico, eu amo o público, mas focarei a atenção aos quesitos que serão avaliados pelos jurados, por isso, bordo manualmente todas as roupas, acessórios e adereços dos destaques de carros, e também acompanho a confecção das alas. É um trabalho intenso, mas muito gratificante”.

Ricardo contou ainda como organizou a sequência do desfile, “começarei a contar sobre minha infância e como despertou em mim o desejo pelas artes plásticas, também falarei sobre os títulos nacionais e internacionais que conquistei com meu trabalho, mostrarei minhas pinturas, darei ênfase no meu começo de carreira que foi no Massa Barro, e durante o desfile haverão algumas surpresas, e assim esperamos agradar”.

Ele lembra que o repasse realizado em novembro do ano passado abriu caminhos para a realização de um trabalho perfeito, “todos temos condições de estar na avenida brilhando, isso nos foi permitido com o adiantamento do dinheiro. A nossa escola já está 80% pronta, agora estou mexendo com os carros e terminando os detalhes de alguns quesitos”.

Ainda seguindo o contexto técnico, o carnavalesco enfatizou que gosta da ideia do grupo único para o carnaval corumbaense, “eu gosto da composição de um único grupo. Tenho o exemplo de 2007 em que fui carnavalesco de uma escola que estava na sexta colocação e nesse ano conseguimos a vitória”.

De forma geral, a agremiação pretende levar 900 componentes para a avenida. O pavilhão com as cores amarelo, branco e vermelho, será apresentada pelo casal de mestre-sala e porta-bandeira, Cléber Costa e Mari.

O samba-enredo que foi assinado por Victor Raphael e que será ritmado por 80 componentes, regidos pelo mestre Márcio Santana trará a oportunidade do público presente passear pelo mundo da arte proporcionado pelo homenageado. 

Ficha Técnica

Fundação da Agremiação: 30/04/2011

Presidente: Walber

Cores: Amarelo, Branco e Vermelho

Carnavalesco: Ricardo Vilalva

Enredo: Ricardo Vilalva pintando a história que ele próprio criou

Samba-enredo: Ricardo Vilalva pintando a história que ele próprio criou

Compositor: Vitor Rafael

Intérprete: Bala do Rio de Janeiro

Mestre de Bateria: Márcio Santana

Número de componentes: 900

Número de alas: 16

Número de carros alegóricos: 04 e um tripé

Componentes da bateria: 80

Porta-bandeira: Mari

Mestre-sala: Cléber Costa

Rainha da bateria: Joice

Autor:
http://www.corumbaonline.com.br/news/wp-content/uploads/2019/02/Estacao-Primeira-do-Pantanal.mp3 9498021 audio/mpeg

24°C

Corumbá

Mostly Cloudy

Humidity 89%

Wind 6.44 km/h

  • 05 Oct 201831°C22°C
  • 06 Oct 201832°C22°C