Secretaria de Saúde constitui Sala de Situação

Em virtude dos crescentes casos de dengue e de outras doenças transmitidas pelo mosquito, como zika e chikungunya, em várias regiões do Estado e do País, a Secretaria de Saúde de Corumbá irá instituir a Sala de Situação, com o intuito de continuar chamando atenção das autoridades e da população, frente a possibilidade de aumentar, nessa época, o risco de adoecimento pelas doenças transmitidas pelo mosquito.

A Sala de situação é uma importante ferramenta que irá disponibilizar informações para subsidiar a tomada de decisão em relação a questões ligadas à saúde pública, neste caso específico o combate ao vetor Aedes Aegypti.

A Prefeitura de Campo Grande declarou situação de emergência, em função da epidemia de dengue que ocorre na cidade. A decisão foi publicada do dia 08 de março, no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), fato que preocupa a administração de Corumbá, em virtude de intenso tráfego de pessoas oriundas da capital.

Em Corumbá somente este ano foram notificados 67 possíveis diagnósticos de dengue. Sendo que deste total, seis eram de pessoas provenientes de outros municípios. Os bairros com maior índice de infestação do Aedes Aegypti são: Centro América, Cravo Vermelho, Guatós, Nova Corumbá, Cristo Redentor e Guarani, que estão com os índices muito acima do permitido colocando em risco toda a população Corumbaense.

Os agentes de saúde têm intensificado o combate e a conscientização dos riscos, somente este ano já foram realizadas cercas de 40 mil visitas domiciliares. Militares do Exército Brasileiro estão apoiando algumas ações.

Os dados comprovam que a administração pública esta trabalhado incansavelmente para reduzir a incidência, no mesmo período, no ano de 2016, foram notificados 365 casos; no ano de 2017 houve 130 registros; e em 2018 foram 67 pessoas. Em três anos houve uma redução de mais de 80% dos casos. Mas este é um cuidado que deve ser constante, pois se houver descuido a incidência cresce exponencialmente.

O Secretário de Saúde, Dr. Rogério Leite, ressalta a importância da co-responsabilidade entre a comunidade e o poder público municipal, e convoca os moradores a ajudarem ao combate “Em três anos conseguimos uma redução recorde nos casos de pessoas contaminadas. Estamos realizando inúmeras ações, como visitas domiciliares, panfletagem, participação nas rodas de conversa dos CRAS, mutirão de limpeza e utilização do fumacê. Contamos com a participação da comunidade para que faça a sua parte nessa guerra contra o mosquito, portanto é necessário que todos os moradores ajudem na conservação da limpeza e higiene do seu quintal e do seu bairro, não deixando entulho ou reservatório que acumule água, estes são os principais locais onde encontramos os vetores”.

O Prefeito, Marcelo Iunes, convoca a população a se juntar nessa guerra, “Estamos trabalhando muito para que não haja surto como ocorria anos atrás, é fundamental essa participação ativa de todos os agentes. Moradores da nossa querida Corumbá vamos ajudar nossa cidade a acabar com este mosquito”.

A reunião ocorrerá na próxima quinta-feira, dia 14 de março, às 9hs, no auditório do Paço Municipal. Com a participação da Defesa Civil, Exército Brasileiro, Marinha do Brasil, Conselho Municipal de Saúde, Comitê Interinstitucional para Combate da Dengue Zica e Chikungunya, e demais órgãos colaboradores.

24°C

Corumbá

Mostly Cloudy

Humidity 89%

Wind 6.44 km/h

  • 05 Oct 201831°C22°C
  • 06 Oct 201832°C22°C