Carnaval duplica investimentos do Município e amplia fluxo turístico em 14,5%

Cresceram em 14,5% o fluxo de turistas e em 12,5% a movimentação financeira do Carnaval de Corumbá deste ano em comparação a 2018. A constatação é da pesquisa realizada pela Prefeitura Municipal de 28 de fevereiro a 05 de março de 2019, período da folia Momesca. Os números foram apresentados pelo prefeito Marcelo Iunes durante entrevista coletiva na tarde da quinta-feira, 21 de março.

A movimentação financeira ao longo dos seis dias da festa de 2019 somou R$ 10.304.759,68. Desse total, R$ 3,4 milhões foram gastos por moradores – residentes, como definiu a pesquisa. Outros 6,8 milhões saíram dos bolsos dos turistas que visitaram a cidade durante o carnaval. O total de 10,4 milhões de reais é 12,5% superior aos R$ 9.154.487,41 que circularam no ano passado.

O levantamento considerou – no que tange à movimentação financeira – o gasto, em diversos segmentos distintos para turistas e moradores. Para os turistas foram sistematizados gastos com hospedagem, alimentação, bebidas, compras na Bolívia e com o carnaval. Já no grupo dos residentes foram apurados gastos com alimentação, bebidas e participação nos eventos.

No comparativo investimento-retorno, os números do Carnaval 2019 são ainda mais positivos, duplicando o retorno em 200% líquidos. O Município aplicou R$ 3,6 milhões no evento – computando aí organização e repasses para escolas de samba; blocos oficiais e cordões – e teve retorno superior a R$ 7,2 milhões  ao somar receitas diversas, como frisas e camarotes, à movimentação financeira.

“Foi positivo para o Município, é claro que esperávamos mais. Contudo, é preciso levar em consideração que a crise econômica nacional não permite que se gaste muito”, disse o prefeito Marcelo Iunes ao avaliar os resultados da pesquisa. “Acredito que quem participou do evento, em qualquer um dos dias, saiu satisfeito e gostou da festa. Foi um carnaval com muita segurança”, complementou. O Carnaval de Corumbá 2019 recebeu total apoio do Governo do Estado.

Fluxo de turistas

A pesquisa apurou que o fluxo de turistas cresceu 14,5% em relação ao ano anterior. Em 2019, o carnaval de Corumbá contou com participação de 9.750 turistas. A maior parte deles chegou pela rodovia BR-262 (5.934 pessoas). Na sequência aparecem Fronteira/Posto Esdras (1.884); rodoviária (1.791) e aeroporto (141).

As principais procedências desses turistas foram Mato Grosso do Sul (80% do total); São Paulo (5,9%); Minas Gerais (1,7%); Paraná (1,5%); Rio de Janeiro (1,4%); Goiás (1,1%) e Mato Grosso (1,1%). Dos turistas que vieram de outras cidades sul-mato-grossenses, os moradores de Campo Grande dominaram a estadia carnavalesca (73,3%), seguidos por Dourados (1,8%); Aquidauana (1,7%) e Ponta Porã (1,5%). Em 2018 o fluxo total de turistas foi de 8.568 pessoas.

A coleta de dados do fluxo turístico aconteceu na rede hoteleira, Posto Esdras (Fronteira Brasil/Bolívia), Posto de Fiscalização do Lampião Aceso (BR 262), Aeroporto Internacional de Corumbá, Terminal Rodoviário Intermunicipal de Corumbá, restaurantes, Transeuntes – residentes e turistas.

Geração de emprego e renda

A Pesquisa de Fluxo Turístico e Movimentação Financeira do Carnaval 2019 mostrou que houve geração de emprego e renda no período pré e durante a folia de Momo na cidade. Dos R$ 660 mil repassados pela Prefeitura à Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá (Liesco), foram aplicados R$ 541 mil na contratação de mão de obra local, ou seja, do repasse absoluto 82% foram utilizados na geração de empregos temporários.

No período foram gerados 531 postos de trabalhos, abrindo vagas para carnavalescos, compositores, coreógrafos, intérpretes de samba, mestre-sala, porta-bandeira, costureiras, escultores, aderecistas, marceneiros, serralheiros, músicos, empurradores.

Barracas da praça de alimentação e ambulantes tiveram movimento financeiro durante o período carnavalesco – incluindo aí as oito edições das Rodas de Samba – estimado em  R$ 182,9 mil. Sendo R$ 149.333,33 para barracas e R$ 33,6 mil para ambulantes.

Das 70 barracas da praça de alimentação, a  pesquisa abordou 48, o que representou 68% desse universo. No quantitativo de ambulantes, foram  disponibilizados 180 lugares no perímetro do evento e foram abordados 101, o equivalente a 56%.

“Trouxe um grande e fundamental incentivo e fomento à nossa economia, gerando renda e emprego. O carnaval é um grande investimento para a cidade; na verdade, é um investimento social, que permite a muitas pessoas uma forma de renda, ainda que temporária. O carnaval de Corumbá é também um investimento cultural, que traz retorno para o nosso turismo e também para a própria cidade”, argumentou o chefe do Executivo Municipal.

Acompanharam a entrevista coletiva na mesa, ao lado do prefeito, o diretor-presidente da Fundação da Cultura e Patrimônio Histórico, Joilson Cruz, os secretários municipais Cássio Augusto da Costa Marques (Governo) e Luiz Henrique Maia de Paula (Finanças e Gestão) e o presidente da Câmara Municipal, vereador Roberto Façanha.

A pesquisa

A Pesquisa de Fluxo Turístico e Movimentação Financeira do Carnaval 2019 foi realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentável; Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico e Fundação de Turismo do Pantanal. Contou com apoios do Campus do Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (CPAN/UFMS) e Campus Corumbá do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS).

24°C

Corumbá

Mostly Cloudy

Humidity 89%

Wind 6.44 km/h

  • 05 Oct 201831°C22°C
  • 06 Oct 201832°C22°C