Analisando…

Partido

O Presidente Jair Bolsonaro em mais um capitulo da série de bobagens que costuma externar durante a semana de trabalho resolveu criar mais um partido politico para chamar de seu. Isso porque até bem pouco tempo ele dizia que existiam partidos demais no país. Essa atitude só reflete a sede de poder e de vontade de comandar a tudo e a todos. Desqualificou os companheiros de até ontem no PSL. Age como se ele fosse há única alma pura que pode estar à frente de qualquer coisa. As últimas noticias não conferem com este discurso. Enfim não passa de mais uma estratégia para tirar o foco de coisas mais sérias como o aprofundamento das investigações do caso Marielle Franco!

Dpvat

A decisão de extinguir o DPVAT é uma daquelas decisões tomadas com o fígado, que não se pensa muito antes de tomar. O Presidente na intenção de atingir em cheio seu desafeto Luciano Bivar tomou esta medida. Com certeza o Ministro da Saúde não foi ouvido, pois atinge uma das fontes de financiamento do SUS. É mais uma ideia que só poderia vir do Presidente mesmo. Ele que já fez menção em privatizar a educação no país e agora parece querer fazer isso na saúde. Vejamos os argumentos dos que apoiam: “quem quiser seguro que pague” ou “é só andar certinho que nada vai te acontecer”, como se o acidente dependesse só de um lado. Somente quem nunca acompanhou de perto pessoas que tiveram partes de seu corpo ou suas vidas ceifadas para sair com essa!!!

Segunda Instância

O Brasil foi conhecido por ser o país do futebol. Agora virou o país do Direito Penal. Parece que uma boa parte dos brasileiros virou jurista, acadêmico e Ministros da Suprema Corte. Todos com opinião balizada sobre as decisões que precisam ser tomadas. E pior, ouse discordar da opinião destas pessoas, você na hora vira bandido, comunista etc. Mas o que realmente vem preocupando é ver parlamentares com medo de redes sociais entrando nessa barca. Aqui no Estado tem duas Senadoras e alguns deputados que estão nesta onda de fazer média a despeito do que trata a constituição. E o mais estarrecedor é que boa parte deles, advogados. Será que vão mudar também o direito a propriedade? Há essa eu fiquei curioso…

Mandatário

Tem se observado em discursos raivosos e hostis pelas redes sociais a seguinte frase: “eu que pago seu salário, tem que fazer o que eu quero”. Bom, de fato o povo é o patrão dos agentes públicos e como tal merece satisfação dos atos dos eleitos. Porém essa frase traz um pouco mais do que um simples protesto. Coloca a luz do dia uma herança da época colonial de que o dono faz o que quer com seus escravos. No caso atual, criou-se uma verdadeira patrulha em cima de parlamentares com um manual de bons modos que deve ser seguido à risca sob pena de bordoada nas redes e às vezes em vias de fato. O que se espera de parlamentares é que tenham coragem para decidir seus votos em cima de estudo técnico, analise de impacto na sociedade e reflexão. Nem sempre o que vem da multidão esta correto. Vamos imaginar, caso ao chegar ao serviço, um funcionário de caixa de supermercado recebesse a ordem do patrão de ir ate os fundos do mercado e limpasse a fossa com as mãos e sem luvas. Ele deveria questionar a ordem e demostrar que a ideia é idiota ou aceitar porque o patrão esta pagando.  Pois é, então nem toda ideia idiota deve ser levava a sério só porque o “patrão” esta pagando.

Festival

Teve inicio nesta quinta feira (14/11) o Festival América do Sul em Corumbá. O Festival não tem mais o mesmo brilho e dimensão que tinha nos Governos de Zeca do PT e André Pucinelli, mas não pode ser ignorado porque de alguma maneira ajuda a movimentar a economia do município. O que se espera é que logo que a economia retome o seu aquecimento o Festival volte a ser grande e de qualidade novamente.

24°C

Corumbá

Mostly Cloudy

Humidity 89%

Wind 6.44 km/h

  • 05 Oct 201831°C22°C
  • 06 Oct 201832°C22°C