FUNDTUR Pantanal faz diagnóstico dos efeitos da pandemia no segmento turístico

A Fundação de Turismo do Pantanal desde março quando foi decertado o estado de Pandemia, vem acompanhando os efeitos causados pela paralisação do turismo no mundo e principalmente na nossa cidade.

Tendo em vista a suspensão das atividades de embarque e desembarque de passageiros no perímetro urbano , bem como aliada à suspensão temporária do voo da Azul Linhas Aéreas , que liga o município ao aeroporto de Viracopos (Campinas) e demais conexões ,a criação da barreira sanitária no posto de fiscalização do Lampião Aceso, o fechamento da fronteira com a Bolívia, muitas empresas que atuam na atividade da Pesca Esportiva , também tiveram que se adequarem ao novo momento.

Tal impacto gerou grande desconforto social e econômico em toda a cadeia produtiva , pois de um lado existe a necessidade de assegurar a manutenção das vidas de clientes e colaboradores, do outro a questão do impacto econômico.  Para tanto, a bandeira levantada pelo trade turístico foi a da remarcação das datas de atendimento dos grupos para evitar o cancelamento. Fato este que, afetou  empresas e empregos.

Os efeitos do  esvaziamento da atividade de pesca foi tão expressivo  que alguns hotéis fecharam suas portas temporariamente,  e outros reduziram sua capacidade de atendimento , justamente para atender ao rígido protocolo de biossegurança da ANVISA  e Secretaria Municipal de Saúde. Para ilustrar tal  perda , basta observarmos os números de saídas e passageiros embarcados no período de abril ao fim de junho de 2019. Conforme dados fornecido pela Agência Municipal Portuária (AGEMP), no período em questão tivemos no ano passado 156 saídas, com fluxo de 3.368 turistas . Já no corrente ano nos meses de abril e maio não tivemos nenhuma saída , portanto nenhum fluxo de turista embarcado.

A partir de junho e mediante construção do protocolo de biossegurança elaborado pela ANVISA, Secretaria Municipal de Saúde e empresários do setor, que estabelece a criação de uma barreira sanitária no cais do porto, na qual as bagagens deverão ser desinfectadas, temperatura dos passageiros medida, preenchimento de questionário , além de todas as adequações que as empresas tiveram que realizar nas embarcações, as saídas e os embarques estão retornando de forma progressiva.  Assim ,em junho tivemos 06 saídas com fluxo de 120 turistas, e para o próximo mês até o momento confirmadas 11 embarques.

Segundo a Diretora – Presidente da FUNDTUR Pantanal , Elisângela Oliva, esse retorno é um sinal positivo, pois, os grupos já agendados virão e consequentemente com o nível da estrutura e dos serviços prestados, retornarão com uma boa impressão das empresas e da nossa cidade. É importante ressaltar, que após esse período de limitações, muitas pessoas e famílias redescobrirão o Brasil, suas belezas, seus encantos. Sendo que,  e a região do Pantanal tem todos os quesitos para se reposicionar no mercado de forma preventiva porém, positiva, completou Elisângela.

Apesar das limitações impostas pela necessidade do enfrentamento ao COVID-19 e todo o protocolo rígido a ser seguido, a Prefeitura Municipal  por meio da FUNDTUR Pantanal, manteve o trabalho visando preparar o município para o novo momento pós- pandemia. Dentre as ações podemos citar  a reforma, modernização e restauro do complexo do Cristo Rei do Pantanal, que está  em andamento  e brevemente será reaberto para que turistas e residentes possam usufruir daquele equipamento que encanta a todos pelas obras de arte, bem como a vista panorâmica da cidade e região.

Nesse contexto, o Terminal Rodoviário Intermunicipal ,passou por adequações físicas, implantação de sinalização turística, novas longarinas (tipo aeroporto), totem eletrônico com informações do que fazer no município. Tudo para oferecer maior conforto e segurança aos milhares de usuários que passam pelo equipamento.

Vislumbrando a possibilidade de reabertura do referido terminal , a Fundação de Turismo, Secretaria Municipal de Saúde , ANVISA e empresas de transporte rodoviário, elaboraram no mês de maio o protocolo de biossegurança que deverá ser seguido com rigidez na atividade de embarque e desembarque , tão logo o Decreto de Suspensão seja revogado.  Esse protocolo estabelece a criação de uma barreira sanitária restringindo o acesso ao terminal apenas aos usuários e servidores que atuam no embarque e desembarque, na qual os passageiros deverão passar pela testagem de temperatura, preenchimento de questionário, desinfecção de bagagem , uso de máscara  obrigatoriamente.

Além das regras de biossegurança , técnicos da FUNDTUR Pantanal  e funcionários das empresas de transporte já foram capacitados para atuarem com todo o rigor da segurança , primando sempre pela manutenção da vida.

Para finalizar de forma otimista  e visando posicionar Corumbá no mercado como grande opção no turismo nacional e internacional, com muitos atrativos e produtos ,um novo site institucional está em processo de construção. Neste canal de comunicação, os internautas poderão encontrar informações gerais do território , como chegar e o que fazer em uma área de aproximadamente 65 mil quilômetros de belezas e encantos.

24°C

Corumbá

Mostly Cloudy

Humidity 89%

Wind 6.44 km/h

  • 05 Oct 201831°C22°C
  • 06 Oct 201832°C22°C