O governador Eduardo Riedel participou nesta quarta-feira (10) da abertura do 1º Workshop “Construir Inteligência Gestora pelas Análises de Dados”, realizado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde). Ele defendeu a inclusão digital e informação precisa, por meio de banco de dados, para levar saúde de qualidade à população.

Secretário do Ministério da Saúde, Nésio Fernandes

“O mundo tem hoje esta ferramenta a disposição que é a informação precisa e rápida. Informação que vem de forma organizada, pela inteligência artificial que é uma realidade para todos nós. Não é possível na era de hoje querermos conduzir a gestão pública, que não seja pela inclusão digital e análise dos dados”, afirmou o governador.

Riedel destacou que sua gestão segue os conceitos de Estado próspero, inclusivo para ninguém ficar de fora, verde com desenvolvimento sustentável e digital. “A saúde faz parte deste planejamento, por isso a informação rápida, precisa e acessível é fundamental”.

O Workshop realizado no Bioparque Pantanal vai tratar justamente do uso da informação, troca de dados e conhecimento para ajudar na gestão de saúde. “Criamos um desafio de criar dentro da SES um conjunto de ações e painéis de inteligência que nos dessem a oportunidade de sermos céleres, porque a saúde não espera, quando mais se antecipa aos fatos, mais chances tem na tomada de decisões”, disse o secretário de Saúde, Maurício Simões.

“Necessário destacar a importância do Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde) nesse processo. Foi através do Conass que participamos do primeiro Cieges (Centro de Inteligência Estratégica para a Gestão Estadual) que é um movimento nacional de articulação entre os estados para a otimização do uso dos dados dos bancos e dos sistemas de informação. Neste dia, agradeço imensamente a presença do presidente do Conass, Fábio Baccheretti, e Jurandi Frutuoso, bem como seus técnicos, Sandro Terabe e Marcus Carvalho, que durante todo o processo desde a primeira oficina puderam ajudar para que esse momento acontecesse, o primeiro workshop nacional da central de inteligência de dados”, acrescentou o secretário.

Convidado do evento, o secretário de Atenção Primária do Ministério da Saúde, Nésio Fernandes reforçou a importância da tecnologia no setor. “Para transformar o sistema de saúde em alta performace, não é possível sem aceleração digital, sem domínio de todos os dados disponíveis no sistema”.

Evento ocorreu no auditório do Bioparque Pantanal, em Campo Grande

Convênio

Durante o evento foi assinado o 1° Termo de Cooperação Técnica do País entre a SES e o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O objetivo é o repasse de informações e dados da instituição para ajudar nos trabalhos realizados na saúde pública de Mato Grosso do Sul.

“Este convênio com o IBGE permite que o nosso agente de saúde utilize no seu aplicativo informações reais da instituição, mapeando todas as necessidades seja de saúde ou assistência social, onde vamos trocar informações entre as nossas secretarias”, afirmou o secretário Maurício Simões.

O superintendente regional do IBGE, Mário Frazeto, destacou que o convênio vai possibilitar informações importantes aos gestores. “Vamos divulgar os dados que os prefeitos e gestores podem utilizar, unindo os dados para ter uma informação ampla. Uma oportunidade de ter informação única para todo mundo”.

Por Portal do Governo de Mato Grosso do Sul