O prefeito Marcelo Iunes iniciou nesta terça-feira, 13 de novembro, a entrega de 120 matrículas, registradas em cartório, de imóveis referentes ao Loteamento Pantanal, área localizada na parte alta de Corumbá. A entrega da documentação reuniu as famílias beneficiadas durante evento no auditório do Paço Municipal.

“Está registrado em cartório em nome de vocês. Estamos fazendo um trabalho sério e transparente”, disse o chefe do Executivo Municipal. Iunes destacou que as famílias contempladas são realmente donas dos lotes. “Nenhuma outra gestão promoveu uma ação fundiária tão completa e complexa, como a que estamos realizando”, ressaltou o prefeito de Corumbá.

A ação da Prefeitura garantiu a regularização dos lotes e não a cessão de uso, como foi feita por gestores passados. O Município executou os serviços de medição topográfica, desenho da área, cadastramento junto ao CAC e a regularização junto ao cartório.

“Para  mim é muito importante. É uma segurança para mim e para meus filhos. Fico muito feliz em receber esse documento hoje”, afirmou Patrícia Alves de Moraes após receber a documentação da regularização das mãos do prefeito Marcelo Iunes.

Participando do ato de entrega, o secretário Municipal de Governo, Luiz Antônio Pardal, destacou a importância da ação comandada pelo Executivo Municipal. “Estamos fazendo a entrega  definitiva, é a matrícula do imóvel registrada em cartório no nome de quem está recebendo o bem. É um sonho, para qualquer família, conseguir a casa. E isto, está se concretizando aqui. Temos pessoas aqui que estão há mais de 20 anos aguardando”, afirmou o secretário.

A gerente de Habitação e Regularização Fundiária da Prefeitura de Corumbá, Luciane Andreatta de Castro, explicou o significado da documentação entregue nesta terça-feira. “O documento é uma matrícula registrada em cartório. Antes, recebiam só um  título de posse, um comprovante para ficar no lote. Agora, é um documento oficial, que serve em inventário, pode  passar de gerações para as gerações, pode levantar financiamento. Como eles falam, é como se fosse a escritura do lote. É a  matrícula em cartório, este documento não é emitido pela Prefeitura. É um documento emitido pelo cartório do 1º registro de imóvel, que é quem faz esse registro de imóveis no município. Está registrado em  cartório, é um documento extremamente oficial, e mostra que ele é dono do lote dele, do terreno dele”, esclareceu. Todo o procedimento é gratuito para as famílias.