Durante fiscalização PMA apreende 800 metros de redes de pesca em Ladário

O Comando da Polícia Militar Ambiental enviou equipe de Campo Grande para que intensificasse os trabalhos preventivos à pesca predatória no rio Paraguai e afluentes com os Policiais de Corumbá, especialmente na parte fronteiriça.

Na tarde desta quarta-feira (11) enquanto as equipes realizavam fiscalização, receberam denúncias de que uma peixaria na cidade de Ladário poderia estar adquirindo pescado ilegal.

As equipes foram ao local e fizeram a conferência dos peixes armazenados nos freezeres da peixaria e não foram encontradas irregularidades. Então, os Policiais foram até uma fábrica de gelo pertencente ao mesmo empresário, localizada às margens do rio Paraguai. Em vistoria no local, foram encontrados 800 metros de rede de pesca e uma tarrafa (petrechos de uso proibido), que estavam ainda molhados, sugerindo que foram utilizados recentemente.

O empresário, de 45 anos, negou a propriedade do material, afirmando que se trata de um depósito que muita gente tem aceso e ele nem fica no local e averiguará quem deixara o produto lá. As redes e a tarrafa foram apreendidas. A PMA manterá vigilância às atividades da empresa denunciada e, com relação aos petrechos ilegais, se identificada a quem pertence, a pessoa poderá responder por crime de pesca predatória, com pena prevista de um a três anos de detenção e poderá ainda ser multada em R$ 700 a R$ 100 mil.